MAN Portugal
Voltar à visão geral

Uma hora para a protecção do ambiente: A MAN participa no Dia da Terra.

22.04.2021 Camiões,  Bus,  Transporter

Todos podem contribuir para a redução de CO2. Esta é a mensagem da MAN Truck & Bus no Dia da Terra.

  • A MAN motiva os empregados a reduzir a sua pegada de carbono
  • A sustentabilidade faz parte da estratégia do NewMAN
  • A MAN Truck & Bus visa atingir uma produção neutra em termos de CO2 até 2030 com muitas medidas individuais

A 22 de Abril, o Dia da Terra deste ano com o lema "Restore the World" está no calendário dos empregados da MAN Truck & Bus em todo o mundo. Como parte das actividades à escala do Grupo sob o lema #Project1hour, são chamados a dedicar uma hora a reflectir sobre a sua própria pegada de CO2 e a desenvolver ideias para a reduzir.

"A sustentabilidade não é apenas uma área no futuro da MAN e uma garantia do sucesso empresarial a longo prazo, mas também parte da nossa responsabilidade social", salienta Holger Mandel, membro do Conselho Executivo responsável pelas Compras na MAN Truck & Bus e também responsável pelo tema da sustentabilidade no Conselho Executivo. "Por conseguinte, é natural que participemos na iniciativa do Grupo VW para o Dia da Terra deste ano". Para tal, a empresa está a fornecer o tempo e o material.

"Os interesses da MAN e a protecção do ambiente não se contradizem. Pelo contrário: agora é o momento em que podemos conseguir tornar os nossos empregos a longo prazo e à prova de futuro - e ao mesmo tempo preservar um mundo em que os nossos filhos e netos irão gostar de viver. Não pode haver "negócios, como de costume". A direcção é clara: o futuro é conduzir sem CO2. Porque quer se trate de hidrogénio ou eléctrico: as emissões nocivas para o clima serão em breve uma coisa do passado. É por isso que é importante que as pessoas em todo o mundo e em todo o Grupo Volkswagen abordem esta questão hoje. É por isso que peço a todos os colegas que usem este dia para se informarem sobre este tema e estarem abertos ao futuro", salienta Saki Stimoniaris, Presidente do Conselho de Trabalho do Grupo TRATON SE e da MAN Truck & Bus SE.

Contudo, a sustentabilidade não só é de grande importância para a MAN neste dia, como também faz parte da sua estratégia e, portanto, reflecte-se em muitas áreas da empresa. Por exemplo, a MAN obriga todos os fornecedores a cumprir uma classificação de sustentabilidade (Sustainability Rating) como critério de adjudicação vinculativo. Com a introdução do Sustainability Rating, a MAN Truck & Bus está a implementar um componente importante da Estratégia de Responsabilidade Empresarial 2025+ de todo o grupo VW.

A MAN está também a estabelecer objectivos ambiciosos nos seus locais de produção: até 2030, a produção deverá ser completamente neutra em termos de CO2. Para o conseguir, a empresa depende de energias renováveis e está a investir em energia fotovoltaica (Pinetown) e eólica (Salzgitter) nas suas fábricas, por exemplo. Outros factores ecológicos como o consumo de água e os resíduos estão também a ser medidos e reduzidos para metade até 2025.

"E claro que também temos um grande impacto no ambiente com o desenvolvimento de unidades sem emissões, pelo que damos muita atenção a isto", diz Holger Mandel, nomeando outra parte da estratégia empresarial. Também aqui, o objectivo é claramente formulado: Até 2050, todos os veículos MAN nas estradas devem estar livres de emissões. "No caminho para lá, cada passo e cada contribuição dos nossos colegas conta", diz Mandel, "Juntos contribuímos para recuperar o mundo - não apenas no Dia da Terra".

Contato

Luis Pereira
MAN Truck & Bus
+351 21 420 0343
marketing@pt.man-mn.com

ANITA: Quando o próprio camião encontra o seu caminho no terminal
24.05.2022 | Camiões
MAN Truck & Bus, Deutsche Bahn, Universidade Fresenius de Ciências Aplicadas, e Götting KG, traçam um balanço positivo a médio prazo no projeto conjunto de automatização ANITA (Autonomous Innovation in Terminal Operations). Com o primeiro projeto público de um sistema de condução autónoma de camiões na plataforma de testes MAN em Munique, os parceiros apresentaram o que foi alcançado até agora e anunciou intensos esforços práticos e de desenvolvimento no armazém de contentores da DB Intermodal Services e do terminal DUSS (Deutsche Umschlaggesellschaft Schiene-Straße mbH) em Ulm Dornstadt como o passo seguinte. O objetivo da ANITA é utilizar camiões autónomos para estabilizar os processos envolvidos em transferência de contentores da estrada para os caminhos-de-ferro, tornando-os mais eficientes, mais fáceis de planear e, ao mesmo tempo, mais flexíveis. Isto permitirá que mais mercadorias sejam transportadas de forma mais sustentável.
Mais
Missão cumprida
17.05.2022 | Bus
Dez dias eletrizantes depois: O MAN Lion's City E 12 - pioneiro da estratégia de emissões zero da MAN - completou de forma fiável uma viagem de cerca de 2.500 quilómetros através de oito países europeus. O seu destino foi a "ilha verde" da Irlanda. Aí, o autocarro urbano totalmente eléctrico vai participar no "International Bus Euro Test 2022" em Limerick.
Mais
MAN e ABB E-mobility
16.05.2022 | Camiões
Nas instalações do antigo Aeroporto de Berlim Tempelhof, na presença do Ministro Federal Alemão para o Digital e Transportes Dr. Volker Wissing, a MAN Truck & Bus tinha um protótipo do seu próximo camião elétrico, conduzido hoje pela primeira vez. Uma das principais características técnicas do pioneiro veículo comercial elétrico, que será lançado no mercado em 2024, é a sua capacidade de carregamento futuro em megawatts. ABB E-mobility, um fornecedor líder global em soluções de carregamento em eletricidade, pretende trazer a tecnologia de carregamento de megawatts para o mercado nos próximos três anos. A MAN e a ABB E-mobility aceleram assim, para a próxima fase da mobilidade elétrica: capacidade operacional para camiões pesados de longa distância com intervalos diários entre 600 e 800 quilómetros. Além disso, com os seus compromissos com a mobilidade elétrica, as duas empresas assinalam uma nova fase, mostrando que a indústria está pronta para prosseguir, e que os legisladores devem estabelecer uma estrutura
Mais